Retornar para página principal
FLAMENGO CHICLETE CARNAVAL FOTOS PARCEIROS BOUTIQUE
 
Zico, o Flamengo em carne e osso



Não é fácil ser o herói máximo de um clube que teve Leônidas, Zizinho, Dida e Gérson. Pois Zico conseguiu a façanha.
 
Clube de futebol tem alma? Dizer que determinado craque é a alma de um clube costuma ser retórica pura. Não no caso do Flamengo e de Zico. Trata-se do maior goleador do Flamengo, segundo maior artilheiro da Seleção Brasilera. A carreira de qualquer jogador resumida nesses dois itens já o colocaria num pedestal da história do esporte. Mas Zico chegou ainda mais alto. Profissional irretocável, Arthur Antunes Coimbra sempre demonstrou, acima de qualquer coisa, seu amor pelo rubro-negro. "Não trocaria nenhum título que ganhei pelo Flamengo por uma Copa do Mundo", resumiu.
 
Pela Seleção Brasileira, Zico jogou – e perdeu – três Copas do Mundo (78, 82 e 86). Por ironia, nessas três disputas o Brasil foi derrotado apenas uma vez (nos 3 x 2 para a Itália em 1982), pois saiu invicto do Mundial da Argentina e caiu somente nos pênaltis na Copa do México diante da França. Nesse jogo, perdeu o pênalti que poderia levar o Brasil às semifinais. A frustração foi tanta que Zico considera esse como o mais triste de sua vida no futebol. Passado o mundial, teve de ser operado novamente do joelho. Mais alguns meses de recuperação e outro retorno, em 1987: "Para mim, vestir o uniforme do Flamengo de novo é mais importante que ganhar qualquer título".
 
Chegou à Gávea ainda adolescente. No Flamengo, que logo percebeu ter em mãos um fenômeno, passou por exames, exercícios e dietas que lhe deram altura e massa muscular. O resto, Zico tinha de sobra: muito talento. Sua carreira pelo Flamengo teve um hiato entre o segundo semestre de 1983 e a primeira metade de 1985, tempo em que esteve na Udinese, da Itália. Virou ídolo em Udine. O fenômeno se repetiria no oriente. Nos três anos que ficou no Japão, ensinou o país a gostar de futebol. Novamente no Brasil, montou o CFZ (Centro de Futebol Zico).
 
Atualmente Zico dirige o Al-Gharafa do Qatar.


Ficha completa
Nome: Arthur Antunes Coimbra
Nascimento: Rio de Janeiro, RJ, 3/3/1953
Clubes em que jogou: Flamengo (1972 a 1983 e 1985 a 1989), Udinese-ITA (1983 a 1985) e Kashima Antlers-JAP (1991 a 1994)

Dia de Edmundo
Ele era da paz. Apanhava muito, reclamava pouco. Mas Zico não tinha sangue de barata. Na final do Campeonato Japonês de 1993, ele teve certeza de que o juiz estava favorecendo o Verdy. E não suportou quando um pênalti foi "inventado" contra o Kashima. Um transtornado Zico cuspiu na bola e foi expulso.

RESUMO DA CARREIRA DE JOGADOR
 
Divisões de Base (4 anos) e Profissional (23 anos)
1.180 jogos e 826 gols
  
EQUIPE JOGOS GOLS MÉDIA
  
Seleção Pré-Olímpica 8 1 0,125
Seleção Profissional 88 66 0,750
Flamengo- Escolinha 53 44 0,830
Flamengo - Juvenil 63 37 0,587
Flamengo Profissional 731 508 0,694
Udinese 79 56 0,708
Sumitomo 31 27 0,870
Kashima 57 27 0,473
 
OUTRAS SELEÇÕES    
   
Seleção Carioca 1 1 1
Brasil Masters 18 10 0,555
Exibição 51 49 0,960
       
TOTAIS 1.180 826* 0,7
* Foram computados 14 gols marcados em cobrança de pênalti após o tempo normal de jogos decisivos. Por questões peculiares referentes aos regulamentos dos torneios, estes gols determinaram pontuação maior da equipe ou a conquista de títulos.

TÍTULOS
 
FLAMENGO
 
Mundial Interclubes (1981)
Copa Libertadores da América (1981)
Campeonatos Brasileiros (1980, 1982, 1983, 1987)
Campeonato Carioca (1972, 1974, 1978, 1979, 1979 - Especial, 1981 e 1986)
Taça Guanabara (1972, 1973, 1978-1982, 1988, 1989)
Taça Rio (1985 e 1986)
Presidente do Comitê Organizador Brasil 2006 (2000)
Campeonato Quadrangular Infantil (1969)
Torneio Ramon de Carranza-ESP (1979 e 1980)
Torneio Cidade de Santander-ESP (1980)
Torneio Cidade de Nápoles-ITA (1981)
Taça Eusébio de Andrade (1987)
Copa Kirim-JAP
Torneio Colombino-ESP (1988)
Torneio de Hamburgo-ALE (1989)
Torneio da Uva (1975)
Quadrangular de Inauguração do Serra Dourada (1975)
 
UDINESE
 
Quadrangular da Cidade de Udine-ITA (1983)
SUMITOMO / KASHIMA
Copa Muroram (1992)
Copa Suntory (1993)
Copa Pepsi (1993)
Copa Meiers (1993)
 
SELEÇÃO BRASILEIRA
 
Torneio Pré-Olímpico (1972)
Torneio do Penalty (1974)
Copa Bicentenário dos Estados Unidos (1976)
Copa Rio Branco (1976)
Copa Atlântico (1976)
Copa Rocca (1976)
Mundialito (1977)
Taça Inglaterra (1981)
 
BEACH SOCCER
 
Campeonato Mundial (1995 e 1996)
Copa América (1995 e 1996)
Torneio Internacional - JAP (1995 e 1996)
 
SELEÇÃO MASTERS
 
Copa do Craque (1990)
Copa Pelé (1991)

- QUER SABER MAIS SOBRE O MAIOR ÍDOLO DO MAIS QUERIDO DO BRASIL
WWW.ZICONAREDE.COM.BR

 
 
Desenvolvido por LIDERIT